Dicas para alugar um carro no exterior e evitar problemas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Alugar um carro no exterior

A melhor forma de planejar uma viagem é pensando em cada detalhe com cautela, principalmente quando se pensa em mobilidade.

Um bom exemplo é ir para o destino desejado, comprar as passagens antecipadas e perder o horário do único ônibus que iria para aquela cidade charmosinha que não poderia faltar na viagem. 

Em viagens internacionais isso é ainda mais importante, pesquisar sobre aluguéis de veículos no exterior pode ser um quesito super facilitador na hora de planejar a viagem.

Já em pequenas viagens, utilizar o transporte público pode ser a melhor opção, ainda mais aquelas cidades em que o ônibus tem uma rota principalmente para pontos turísticos.

Porém, caso os destinos sejam afastados, em que os passeios se estendam para o interior ou na costa, alugar um carro no exterior tende a ser uma mão na roda, tanto pelo conforto, quanto pela privacidade.

Por isso, ao planejar a viagem, se essa modalidade de aluguel se encaixar nos seus planos, é importante verificar quais são as regras para dirigir em outro país.

O blog da Kaiak criou uma lista de informações importantes. Vamos conferir:

Documentação

A CNH brasileira é aceita em vários países como Austrália, Canadá, Estados Unidos (com exceção de San Diego), Suíça e Portugal.

É só apresentar o documento junto com o RG ou passaporte,e essa parte estará resolvida.

Já em países em que a carteira brasileira não é aceita, como Itália e Grécia, é necessário ir até o Detran da sua cidade e emitir uma Permissão Internacional para Dirigir.

Esse documento nada mais é do que um documento traduzido em sete idiomas, que poderá ser utilizado em mais de 100 países.

Idade

A idade mínima para dirigir de carro na maioria dos países é de 18 anos, porém, a locação de carros costuma ser feita apenas para jovens maiores de 21 anos.

Contrato

Uma dica é chegar se o contrato aborda aspectos que podem gerar cobranças extras no momento da devolução, além das informações e valores tratados no acordo inicial.

Além disso, fazer uma checagem ao pegar o veículo para verificar arranhões, rasgos e outros defeitos não especificados no contrato, fotografando e documento tudo, ainda na locadora.

Devolução

Algumas locadoras têm a possibilidade de pegar o veículo em uma cidade e deixá-lo em outra.

Porém, em geral essa facilidade vem como um adicional de contrato, mais conhecida como “taxa de retorno”.

Seguro

Tão importante quanto o seguro saúde, contratar um pacote de acidente é essencial para não comprometer o planejamento da sua viagem.

Na hora de fechar o pacote e assinar o contrato, o ideal é adquirir um que cubra colisão, roubo,furto, incêndio e danos a terceiros.

Pagamento

Para realizar o pagamento do aluguel do veículo, ter um cartão internacional em mãos é a melhor opção, já que cartões nacionais não conseguem processar a reserva.

Além disso, separar um bom limite é essencial. Isso porque, as locadoras tem como prática, bloquear parte do valor como caução para caso de acidentes ou atrasos.

Locadora

Pesquisar é sempre a melhor opção, até encontrar uma locadora com melhor custo-benefício para alugar um carro no exterior.

Assim como hospedagens e voos, quanto antes fechar o negócio, maiores são as chances de pagar menos.

Quer ler a matéria completa? É só acessar o blog da Kaiak e conferir.

Para mais dicas e informações sobre viagens internacionais, você pode continuar navegando no blog da Deboni e também conferir nossos serviços AQUI.

Comentários

Assine nossa Newletter

Receba novidades, dicas e ofertas da Deboni Câmbio direto no seu e-mail.

Fale com a Deboni Câmbio

Curitiba - PR
Rua Mal. Deodoro, 261 - Galeria Minerva, Loja 06 - Curitiba/PR
contato@debonicambio.com.br
Joinville - SC
Rua Blumenau, 64, Loja 12, Galeria Adville Business - Centro
joinville@debonicambio.com.br
Campo Grande - MS
Av. Afonso Pena, 5.723, sl. 1707, Ed. Evolution Business Center
campogrande@debonicambio.com.br
Exclusivo p/ clientes indicados por agências

Faça uma denúncia

Este é um canal que atende a Resolução 4.567 de 27 de abril de 2017 do Banco Central do Brasil, a qual exige que toda instituição financeira deve disponibilizar um canal para comunicação de indícios de ilicitude relacionados às atividades da mesma. A denúncia pode ser realizada de forma anônima ou identificada. Estão assegurados o tratamento confidencial das informações e a proteção da identidade do denunciante quando informada. Descrição da Estrutura Simplificada de Gerenciamento Continuo de Riscos – Segmento S5 Em caso de denúncia anônima, não preencha os dados de identificação do formulário.

Fale com a ouvidoria

O nosso canal de Ouvidoria tem por finalidade atender as reclamações, críticas e sugestões dos clientes da Deboni Câmbio. De acordo com a Resolução nº 4.433 de 2015 do Banco Central do Brasil, o prazo de atendimento ao cliente pelo canal de ouvidoria é de dez (10) dias a contar da data do registro da ocorrência.