Machu Picchu reabre com capacidade de 40%

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Machu Picchu

Desde o dia 1º de março, a joia do turismo no Peru, Machu Picchu está funcionando com capacidade de 40%. 

Após ter ficado fechada durante 8 meses em 2020, reaberto em novembro do mesmo ano e fechado no final de janeiro, por conta do corona vírus, Machu Picchu reabre para visitação.

Essa decisão de fechamento se deu para evitar o contato, visando a redução de infecções.

Capacidade de 40%

São cerca de 2.244 visitantes autorizados, que poderão visitar o local e reativar o turismo, afetando positivamente a economia local.

“Temos que voltar à ativa e olhar para frente”, declarou ele à rádio RPP Benavente, que indicou que em 2020, com a ausência dos turistas, cerca de 1,4 bilhão de dólares deixaram de entrar na região.” Governador Jean Paul Benavente.

Segundo ele, existem corredores seguros para turistas, reativando o turismo do local, de forma gradual e responsável.

Apesar de tanto tempo fechado, o ponto turístico não mostrou indícios de que qualquer pessoa tenha sido infectada no local, segundo o Ministério da Cultura à AFP.

Cusco, a cidade mais evidente da região, é uma região da antiga capital do Império Inca.

A principal fonte de renda dos moradores é o turismo, onde se pode encontrar cidades construídas no século XV.

Além do ponto turístico, outros sítios arqueológicos foram fechados no país, devido à pandemia.

Vale ainda ressaltar que o PIB peruano caiu cerca de 11,12% no ano passado, sendo a queda maior no setor turístico, com -50,45% segundo dados.

A “Montanha Antiga”, na língua quéchua a muitos anos é o cartão postal do Peru, colocando o país no turismo mundial no século 20, sendo declarado patrimônio mundial da humanidade pela Unesco em 1983. 

Quer saber mais sobre a volta do funcionamento de Machu Picchu? Acompanhe a matéria completa no site da Isto é AQUI

E para acompanhar mais notícias de viagens, continue navegando no nosso site.

Comentários

Assine nossa Newletter

Receba novidades, dicas e ofertas da Deboni Câmbio direto no seu e-mail.

Fale com a Deboni Câmbio

Curitiba - PR
Rua Mal. Deodoro, 261 - Galeria Minerva, Loja 06 - Curitiba/PR
contato@debonicambio.com.br
Joinville - SC
Delivery agendado
joinville@debonicambio.com.br
Campo Grande - MS
Av. Afonso Pena, 5.723, sl. 1707, Ed. Evolution Business Center
campogrande@debonicambio.com.br
Exclusivo p/ clientes indicados por agências

Faça uma denúncia

Este é um canal que atende a Resolução 4.567 de 27 de abril de 2017 do Banco Central do Brasil, a qual exige que toda instituição financeira deve disponibilizar um canal para comunicação de indícios de ilicitude relacionados às atividades da mesma. A denúncia pode ser realizada de forma anônima ou identificada. Estão assegurados o tratamento confidencial das informações e a proteção da identidade do denunciante quando informada. Descrição da Estrutura Simplificada de Gerenciamento Continuo de Riscos – Segmento S5 Em caso de denúncia anônima, não preencha os dados de identificação do formulário.

Fale com a ouvidoria

O nosso canal de Ouvidoria tem por finalidade atender as reclamações, críticas e sugestões dos clientes da Deboni Câmbio. De acordo com a Resolução nº 4.433 de 2015 do Banco Central do Brasil, o prazo de atendimento ao cliente pelo canal de ouvidoria é de dez (10) dias a contar da data do registro da ocorrência.